o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Recordações do Leste de Angola

Caros Amigos e Camaradas:
Estão quase a completarem-se três meses em que aqui apareci pela última vez. Não sei se sabem, mas a causa desta ausência deve-se ao facto de eu me encontrar algo ocupado, semanalmente, com o meu próprio Blogue, em que me proponho narrar todo o meu trajecto por Angola, desde 1965 até 1974, data em que o mesmo foi encerrado com a minha ultima prestação de serviço, integrado na CArt 3514”Panteras Negras”. É claro que como sempre, se começa a contar uma história pelo princípio e, assim, tenho andado ocupado a compilar alguns documentos fotográficos que ilustrem o trabalho em que me encontro empenhado, trabalho esse que se está a revelar um tanto ou quanto difícil, dada a escassez de documentos de que disponho para isso. Mas esta é uma história que me diz respeito mais directamente a mim e, por isso, vou evocar uma pessoa e uma história que já diz alguma coisa, não só a mim, mas também a vós.
.
1ºs.Sargs.Torres e Botelho, no Nengo, em 1973 (?)
A pessoa em questão foi uma personagem controversa, que teve uma passagem, quase que diria, meteórica pela nossa CArt 3514. Mas o facto real é que, na verdade, apesar de todos os condicionalismos , sempre deixou por cá alguns sinais e vestígios da sua passagem que não podem ser escamoteados, tal como os deixados no espaço por um meteoro, após a sua passagem.
Assim, não querendo modificar as opiniões de ninguém mas, no entanto, mantendo as minhas, acho por bem evocar essa pessoa que, como todos já devem ter percebido, se trata do, ao tempo 1º.Sarg.Meira Torres e que foi e era, o 1º.Sargento Titular da CArt 3514, pois que, se assim não fora, teria sido substituído por outro 1º.Sargento no QO da CArt 3514, o que, de facto, não aconteceu. Apenas fui posto no seu lugar, mas o meu lugar não foi substituído, porquanto eu pertencia organicamente ao 1º.GC e este, com a minha saída nunca foi recompletado e manteve-se deficitário, durante toda a Comissão.
E, a esse propósito, ainda me lembro da “Repreensão Pública”(o que vale, é que não foi registada!...) que me foi dada pelo ex-Alf.Rodrigues, no Convívio de Boleiros, em 2010, pela minha falta ao serviço operacional no seu GC. Ora, eu nunca poderia ter estado nos dois lugares ao mesmo tempo, pois não sou, nem era, como a Nª.Srª.de Fátima, que consegue estar em todas as igrejas ao mesmo tempo!...
Continuando com minha ideia, aqui vai uma imagem fotográfica, tirada no Depósito de Géneros do Nengo, durante uma qualquer refeição, em que figuramos eu e o 1º.Sarg.Augusto Veiga Meira Torres que, apesar de todas as controvérsias sobre a sua pessoa, foi um dos elementos da CArt 3514, tanto oficial como particularmente e passados tantos anos, as questões que tivemos eu e ele, e que pouco ou nada significaram, estão completamente esquecidas e ultrapassadas nas “brumas da memória”.
Cordiais saudações para o “blog-master”, todos os restantes colaboradores, elementos da CArt 3514 e familiares e ainda para os eventuais leitores deste “post”, onde quer que se encontrem. Para todos um abraço do Amigo e Camarada,
Octávio Botelho

Sem comentários :

Enviar um comentário