o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

sábado, 17 de dezembro de 2011

Os Leões do Mucoio

Era a última linha de água no caminho, antes de chegar a  Ninda, a chana do Mucoio tinha pouco mais de quatro centenas de metros de largura, e a nascente distava meia dúzia de kms, para oeste, um pequeno veio de água salobra e saturada de laterite, serpenteava a coberto do capim,  ensopando quase toda extensão do vale envolvente, a paisagem verdejante à distância mais parecia um campo de cultivo, protegido pela mata, que envolvia a chana  ao longo do seu percurso  até ao Rio Luati, onde desaguava doze kms a leste da picada.
.
Nengo 1973 - Oliveira, Pires, Parreira e Beringel com duas leoas abatidas
A protecção aquele monstro de lagartas que rasgava a selva a régua e esquadro, (Bulldozer, Caterpillar D10) era assegurado vinte e quatro horas por dia, tínhamos montado o destacamento na convergência da picada antiga e a terraplanagem da futura estrada, num local frondoso com árvores de grande porte, onde o sol mal penetrava, acampamos lá quase dois meses, a impermeabilização do solo, a movimentação de terras, a elevação da cota da estrada para um nível superior e a compactação demoraram bastante tempo. Estávamos na época do cacimbo com dias secos e quentes, noites muito frias e húmidas, a altitude média no planalto da província do Moxico é de 1100mts, com amplitudes térmicas na ordem dos vinte graus, dias 20/25º, noites 5/10º, chegando mesmo a gear algumas madrugadas.
.
Picada de 1973 - Maquinaria pesada da Tecnil, na construção da estrada
Duas ou três vezes por semana, íamos dar uma volta à procura de caça, seguíamos a orla da mata ao longo da chana para montante ou jusante, ora numa margem ou noutra,  tínhamos a concorrência de uma população de leões, residente na periferia, que encontrámos várias vezes ao longo da nossa permanência na zona, e numa ocasião investimos com viatura para testar a sua reacção, um dos machos dominantes, simulou e intentou varias investidas. Só quem ouviu os rugidos ecoando pela noite dentro pode perceber o respeito que infligem, quando nalgumas madrugadas se aproximavam do destacamento urrando em uníssono até de manhã, arrepiava os cabelos, só de pensar que algum poderia entrar por ali dentro, como veio a suceder mais tarde na latriteira do Luati.
.
Chana do Rio Mucoio na picada de Ninda
Os sentinelas que nessa época de noites muito frias, faziam o quarto de sentinela sentados á roda da lareira, não saíam de cima da Berliett, sempre com o holofote á mão não fosse o diabo tecê-las. Estava com o Arlindo de Sousa à frente do pelotão, julgo que o Rodrigues estava no Nengo, quando numa ocasião, por volta da meia-noite, os urros eram de tal ordem violentos e tão perto que ninguém pregava olho, chegámos a disparar uma ou duas rajadas, e os roncos amainaram um pouco. Já tinha pegado no sono quando na mudança de turno ás duas da manhã o Lourenço do Carmo, entra e diz-me, não encontro o Veiga, a cama está vazia, peguei no petromax  e saímos direito á tenda dos Cabo-Verdianos, a cama do Veiga era a primeira á entrada da tenda e estava de facto vazia, alumio o seu interior e chamo  pelo seu nome, qual não é o nosso espanto, quando de uma das outras quatro camas emergem duas cabeças assarapantadas, o Carmo exclama, “ai que carago, julgava eu que o leão tinha comido este gajo e afinal  está-se a baldar” e o Veiga muito pronto, “não nosso Cabo, eu ter muito medo dos leões, a minha cama está junto à entrada, fazer muito frio, tenda não ter porta e eu  vir dormir aqui na cama  com Jesuino que é meus camarada”, gargalhada geral…!! Faziam parte do 1º Grupo um 1ºCabo e dez Soldados oriundos das ilhas de Santiago e Fogo no Arquipélago de Cabo Verde, na chegada em 1972 ao leste foram distribuídos nas tendas com os continentais, para evitar a segregação, mas com o tempo os cinco da Ilha de Santiago acabaram por se reagrupar na mesma tenda por vontade própria.
Adeus até ao meu regresso

Sem comentários :

Enviar um comentário