o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

terça-feira, 19 de abril de 2016

Faleceu Manuel Rocha Cardoso da Silva

Manuel Rocha Cardoso da Silva,  Furriel Miliciano do 3º grupo da Cart.3514, natural de Vila Real, 66 anos idade, nascido em 1950, foi sepultado no passado dia 15 de Abril 2016 em Alenquer sua terra de adoção.  Tivemos hoje conhecimento da partida prematura deste nosso antigo camarada de armas. Em nome de todos "Panteras Negras", queremos associar-nos e deixar uma palavra de carinho aos Familiares e  expressar  a nossa tristeza e solidariedade, com os nossos mais sinceros votos de pesar. Queremos  reafirmar mais uma vez, que nosso amigo Manuel Cardoso  da Silva, e todos os outros camaradas que partiram na frente serão sempre lembrados até que, a nossa memória se extinga.
Adeus até ao meu regresso.
.
Rádio Voz de Alenquer
Manuel Cardoso da Silva 1950 - 2016
Foi esta sexta-feira a sepultar Manuel Cardoso um alenquerense “por adopção”, nascido em Vila Real há 66 anos. Guitarrista de fado exímio, e um amante das duas rodas e dos espaços abertos (que o levou a fundar com o seu amigo Carlos Barbosa os Amigos do Todo Terreno de Alenquer), as mensagens de pesar que se seguiram ao seu falecimento, falam sobretudo de uma personalidade paternal, de um homem com a humildade dos sábios, mas com convicções firmes, que marcou profundamente os que com ele conviveram. À família enlutada, o jornal Nova Verdade e a Rádio Voz de Alenquer endereçam as suas mais profundas condolências.

Sem comentários :

Enviar um comentário