o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

terça-feira, 28 de julho de 2009

A Malta vai "Ressuscitando"


José Barraca e César Castro
Há dias falava com o Vítor Melo pelo telefone acerca da vinda do Arlindo Sousa a Portugal, e também de alguns colegas que nunca estiveram presentes nos convívios anuais, dizia o Melo que o César Soares de Castro do 1º pelotão morava em S. Maria de Lamas, eu sabia que ele tinha jogado futebol nas camadas jovens do União de Lamas, aguçou-me a vontade de o procurar, uma busca na net á junta de freguesia de Lamas, um contacto, um mail para o Sr. Presidente, e uns dias mais tarde uma resposta do Sr. Secretário da Junta, primeiro através do telef. e depois por mail, o Sr. Castro mora aqui na freguesia na rua tal e tal, um telefonema, uma grande surpresa para ele como é óbvio, faz parte do Rancho Folclórico de S. Paio de Oleiros, meia hora ao telefone, e mais uma dica sobre outro colega que julga, fazer parte dos Bombeiros de Crestuma, o José Moreira Barraca do 3º pelotão, mais uma pesquisa, mais um contacto, mais um telefonema, mais uma boa noticia deste nosso camarada, já está reformado da C.M. de Gaia à uns anitos, ficou também ele espantado, não faziam ideia de que a rapaziada da Cart3514 se encontrava regularmente em convívios, pois nunca ninguém os havia convidado, aliás o Barraca foi peremptório a perguntar onde era este ano o convívio, conversa puxa palavra, quando ele me diz conhecer o paradeiro do Manuel das Neves Tavares (Rádio Telegrafista), prometeu procurá-lo para lhe dar noticias e pedir o contacto, vai ser duro e dificil encontrar toda a gente, mas isto é como a bola de neve, uns arrastarão outros, pois há sempre alguém que conhece outro alguém, vamos com calma que está a dar frutos.
Na hora da despedida expressaram a vontade e o desejo de estarem presentes no próximo convivio, e um grande abraço a todos os antigos camaradas de armas que com eles conviveram no leste de Angola
Adeus até ao meu regresso..!!

1 comentário :

  1. eu sou o castro fiquei muito contente de ver alguns amigos camaradas espero poder em breve contactar e falar com voces abraço de saudade

    ResponderEliminar