o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

40º.Aniversário do falecimento do Cabo Ricardo

1º.Cabo Joaquim Ricardo
 Dia 23 de Agosto de 1972, dia infausto para a CArt 3514 e para todos os seus elementos e mais ainda para os familiares do saudoso 1º.Cabo Joaquim Ricardo, do 2º.GC/CArt 3514. A história é praticamente conhecida de todos, mas pretendo evocá-la aqui e agora: Estávamos no Leste de Angola, mais precisamente no Subsector de Gago Coutinho, estando a sede  da CArt ali situada. Tínhamos quatro meses e doze dias de permanência na Zona de Acção, quando o imprevisto nos caiu em cima. Estando o 2º.GC estacionado num dos destacamentos de protecção aos trabalhos de construção da estrada Gago Coutinho-Ninda, em circunstâncias que já estão diluídas na minha memória, o Cabo Ricardo, juntamente com outros elementos, foi nomeado para um determinado serviço em que foi utilizado como transporte uma viatura civil. A viatura iniciou a marcha e ao passar com os rodados sobre umas raízes, deu origem a um solavanco que projectou o Ricardo para fora da viatura, caindo no chão sobre o lado direito do corpo. Dessa queda originou que tivesse esfacelado o fígado, o que lhe provocou uma hemorragia interna que lhe originou a morte quase instantaneamente, pois esteve vivo muitos poucos minutos, mas ainda teve ânimo para dizer aos que o socorriam: “Vou para casa primeiro que vocês!...”. A notícia foi espalhada rapidamente para a sede e os outros destacamentos, provocando um compreensível abalo moral e psicológico que se somou a um outro caso de falecimento de um outro Cabo, ocorrido há pouco mais de três meses.(Mai/72 – Gomes). Foi assim evocada a memória do nosso 1º.Cabo Joaquim Ricardo,  que permanecerá nas  nossas mentes, enquanto houver  vida nos elementos da CArt 3514 “Panteras Negras”. Podemos dizer também um “Até à vista, Camarada Ricardo"!..
Octávio Botelho

Sem comentários :

Enviar um comentário