o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Estórias de Caça (4)

Do álbum de Manuel Araújo Rodrigues

Na imagem o António Pinto e Vítor Melo a esfolarem este antílope macho, raro nos dias de hoje, pois consta na lista dos animais em vias de extinção ( Yellow backer duiker )
Estávamos em fins de 1973 acampados na Pedreira do Nengo, fazíamos protecção nessa altura á Brigada que andava a colocar o tapete de asfalto na rodovia entre o Nengo e o Luce, a rapaziada da secção que partia ao nascer do sol, quase todos os dias se cruzava a meio do caminho com um antílope de porte médio pele escura com uma malha no dorso traseiro, pescoço robusto com crinas, orelhas grandes, focinho parecido com o burro, mas o animal nunca dava hipótese de alguém levar a arma á cara, atravessava sempre a picada a correr e embrenhava-se em zonas de mata muito densa. O cabo Correia (carinhosamente apelidado de estrangeiro) que o baptizou de Burro do Mato, á muito tempo que andava a prometer metê-lo na panela, mas a canalha já gozava o prato e fazia troça sempre que viam o animal, oh nosso Cabo não vê que o bicho não tem nada de burro, tem é muitos anos de universidade.
Mais uma vez se cumpriu o velho ditado, por outras palavras, "tantas vezes o burro foi á fonte que um dia lá ficou " Na manhã da captura reparámos que o animal tinha dois pequenos chifres, e a malta gozava..! oh nosso Cabo, tem dois chifres, o quê, que conversa é essa...!!! O burro tem dois chifres nosso Cabo..! há, assim já estou a entender...!!
Adeus até ao meu regresso

Sem comentários :

Enviar um comentário