o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Desencontro

Lagoa das Sete Cidades na ilha de S. Miguel - Açores
Caros Amigos e Camaradas:
Fizeram poucos dias que aqui estive convosco neste mesmo local, quiçá, a molestar-vos com a minha presença e aqui estou de novo. Mas, já de seguida, dar-vos-ei cabal explicação pelo meu inesperado surgimento aqui no Blogue da Cart 3514”Panteras Negras”!... Assim e para não fazer muito “suspense” sobre a minhas motivações aqui vai a minha justificação para a tão inesperada aparição da minha pessoa:
Estava eu no anterior fim de semana muito tranquilo, na pasmaceira da minha vida, agarrado ao meu PC e à Internet, quando o meu telemóvel, que raramente dá sinal de si, me chama indicando que há alguém a querer contactar-me: Tirei-o da bolsa, liguei-o e procurei saber quem quereria falar comigo. Respondeu-me uma voz em que reconheci o timbre e características de um continental, que me soou um tanto ou quanto familiar , mas que devido ao ruído de fundo no local onde estava a pessoa que me falou, mal consegui perceber o que me dizia. Desligou e voltou a ligar-me e então percebi que tinha em linha (imaginem quem!...), o nosso camarada e colaborador deste Blogue, César Correia!...Perguntei-lhe onde ele estava e ele responde-me que estava na Ribeira Grande e que estava no centro da cidade, junto à C.Municipal. Respondi-lhe que iria ter com ele, pois estava a pouco mais de cem metros de distância, da minha casa. Responde-me ele que não valia a pena , porque estava a chover bastante naquela altura e eu nem tinha dado por isso, pois estava em casa numa sala interior e não via o que se passava.
E assim, devido à instabilidade meteorológica açoriana, deixei de ir dar um abraço a um camarada que esteve tão perto e, ao mesmo tempo, tão longe devido a esta inconstante condição tão típica do tempo nos Açores! Dizem que num só dia e é verdade, fazem-se sentir as quatro Estações do Ano. Fiquei com bastante pesar de não poder ter estado com ele o tempo que pudesse estar, pois tenho a certeza de que ele estava aqui em trânsito, deslocando-se num autocarro de aluguer, com destino talvez às Furnas ou Nordeste. Dei-lhe o abraço na mesma, embora tenha sido pelo telemóvel, o que não é como se fosse pessoalmente, mas enfim, foi o que foi possível.
Para ilustrar este post vão perdoar-me, mas não encontro outra imagem melhor do que as que ele deve ter visto em S.Miguel enquanto cá esteve e que é a nossa Lagoa das Sete Cidades.
Termino enviando cumprimentos ao Blog-Master, a todos os colaboradores, mas em especial ao César Correia, fazendo votos de que, numa próxima viagem que faça aos Açores, tenhamos a oportunidade de nos encontrarmos pessoalmente, a todos os Panteras Negras e familiares e aos eventuais visitantes do Blogue, onde quer que se encontrem. Até breve!...
Para todos, um abraço do Camarada e Amigo, Botelho

Sem comentários :

Enviar um comentário