o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Memórias da CArt 3514 (Évora 02/04/1972)

Caros Camaradas:
Passei por este local no dia 1 do corrente mês e, apesar de ter decorrido tão pouco tempo, senti uma imperiosa necessidade de comunicação, quer me levou a ir vasculhar a minha gaveta com antigas fotografias, que aproveitei para digitalizar e guardar nos meus álbuns informáticos. Lá fui encontrar a foto que ilustra este “post” e que já tem a bonita idade de 37 anos e vai já a caminho dos 38, que completará em Abril deste ano.
Embora não querendo ser repetitivo, não posso, no entanto, evitar de recorrer a velhas frases feitas, que são os nossos adágios populares. Entre outros mais, há um que diz: “Recordar é viver” e, bem vistas as coisas, o nosso povo, em questão de “ditos” e “adágios” é, na verdade sábio e nada do que diz é mentira, nem deixa de revelar uma certa “filosofia” que lhe é muito peculiar e a prova do que digo é estoutro ditado que diz “Voz do povo, é voz de Deus”.
Mas como não vim aqui para fazer panegírico dos “Ditados Populares”, vou limitar-me a expor o que tinha na intenção escrever e, assim vamos aos factos que interessam:
A foto que agora coloco neste “post”, todos vós a conheceis ou, pelo menos, recordar-vos-eis dela, foi tirada na Parada Interior do RAL-3 e, parece-me, no dia em que foi entregue à Companhia o seu Galhardete ou então no dia em que embarcámos em Lisboa, no Aeroporto de Figo Maduro, com destino à RMA. Após uma análise exaustiva ao Álbum da CArt 3514, verifiquei que esta foto não estava lá incluída e resolvi inseri-la no nosso Blogue.
Fazendo a esta distância de tempo uma análise municiosa à presente foto, identifica-se nitidamente e em primeiro plano, o Sr. Alf. Rodrigues, comandante do 1º.GC e, atrás dele o autor deste “post”, com o Galhardete ao ombro e que, das duas uma: ou está com o “passo trocado” ou então está ele com o “passo certo” e estão errados todos ou outros!...Mas confesso, devo ser eu quem está mal, mas isso deve-se, certamente, não a “nabice” minha, mas sim ao “nervosismo” de estar, certamente, a pensar: “ Escapei da primeira e da segunda!...Será que vou escapar desta?...” Continuando a descrição da foto, logo atrás da minha pessoa, vêm as praças do 1º.GC, das quais só consigo reconhecer o Cabo Amorim, que vem na fila do meio do Pelotão (Este era o Escriturário do Comando, que era quem dactilografava os Relatórios dos Trabalhos de Estrada e outros que lá se faziam). Lá mais atrás e fora da formatura, distingue-se, perfeitamente, o nosso Camarada Furriel Milº Carvalho, com pose bastante marcial.
Quanto ao restante pessoal, não recordo os seus nomes, mas apenas os traços fisionómicos. Que me perdoem pelo facto de assim ser, mas não resisto a dar mais uma sentença popular: “É mais fácil muitos reconhecerem um, do que um reconhecer muitos”.
Este já está a ficar algo longo e não é minha intenção estar a martelar-vos a paciência com um dilatado sermão!...Assim vou encerrar este arrazoado, para que se não torne maçador e fastidioso, pois não é essa a minha intenção. E termino, finalmente, com o envio de cordiais saudações para os restantes colaboradores deste Blogue, para todos os restantes elementos da ex-CArt 3514, cuja memória não morrerá nunca enquanto viver um de nós e, por fim, a todos os eventuais visitantes do mesmo, quer estejam em Portugal ou em qualquer outra parte do mundo.
Para todos, um até breve e um grande abraço do Camarada, Botelho

1 comentário :

  1. Nunca mais vou esquecer esta data 2/4/72, por mais anos que viva, ficará sempre na minha existencia como uma data negativa,mas o que lá vai lá vai. Nessa imagem do 1º pelotão reconhecem-se além do Rodrigues o 1º Botelho, Vicêncio Carreira, 1º cabo Amorim dos Santos, 1º cabo Lourenço do Carmo, António Galvão, 1º cabo António Pinto e 1º cabo Santos Oliveira, no desfile no dia de embarque Para Angola.

    ResponderEliminar