o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Retrospectiva 2



Desde o início da existência do Blog da Companhia de Artilharia 3514 que o nosso camarada António Rosado Carvalho se revelou como fundador e o mais sólido dos seus pilares.
Mas, já em África, lá nas Terras do Fim do Mundo, tinha ganho naturalmente o respeito, a consideração e a amizade de todos, não sendo alheias a esse seu merecido estatuto a inteligência, capacidade de trabalho, justeza e seriedade das atitudes , mas também a forma descontraída e brincalhona como contava as suas muitas histórias eivadas de um constante sentido de humor.
Voluntarioso, trabalhador e naturalmente muito organizado, pôs sempre ao dispor de todos nós o seu enorme talento em reunir, aproximar e procurar todos os nossos camaradas espalhados por esse Portugal e não só. Tenho a certeza de que na próxima confraternização aniversário da Companhia em Fátima certamente vai conseguir reunir o maior número de camaradas e das suas famílias, pois com o seu esforço e dedicação, vai sistematicamente "ressuscitando" colegas que não tinham conhecimento nem do "Blog Panteras Negras" nem desta nossa festa anual; Isso, deve-se em grande parte, à sua persistente e generosa acção.
Persistente, como os verdadeiros alentejanos sabem ser, tem um coração de menino sempre pronto a abraçar ou a ajudar aqueles que eventualmente por dificuldades ou vicissitudes da vida, lhe consta que, podem precisar de uma mão amiga.
Friso aqui, antes de mais, que isto que agora escrevo, não é um acto de bajulação, mas sim aquilo que sinto, e não devo ser caso único, pelo fundador deste Blog, que já com muitas carruagens como um comboio apanhei em velocidade de cruzeiro...
Depois do aqui fica dito, a retrospectiva do que já fizeste, valeu a pena e de que forma e a homenagem que te quero prestar está, passo a citar um pequeno excerto da prosa de António Lobo Antunes, que parece ter sido escrito propositadamente para este fim:
“...És meu camarada, que é uma palavra da qual só quem esteve na guerra compreende inteiramente o sentido: não é bem irmão, não é bem amigo, não é bem companheiro, não é bem cúmplice, é uma mistura disto tudo..
Para terminar um brinde ao Blog e de uma forma bem ao teu jeito :
"Adeus até ao meu regresso".

5 comentários :

  1. Camaradas Carvalho e Monteiro:
    Em primeiro lugar, ao Camarada Carvalho, os meus parabéns pelas merecidas referências que te são feitas pelo nosso comum Camarada Monteiro. A este último, dou também os meus parabéns, pela súbita revelação das suas qualidades de escritor que, modestamente, alegava não possuir.
    Agora já não tem desculpa para andar tão afastado do Blogue como até agora!...
    Para os dois, para os restantes colaboradores e todos os outros elementos da CArt 3514 - Panteras Negras, cordiais saudações e um grande abraço do Camarada,

    Botelho

    ResponderEliminar
  2. Manel nem tanto ao mar nem tanto á terra, acabas por pôr o alentejano a viver á sombra do chaparro de barriga para o ar e boca aberta á espera do que ha-de vir...!! Falando sério como interpretaremos (por pôr) com o novo acordo ortográfico, como será o sentido da frase, boa pergunta..!
    um abraço

    ResponderEliminar
  3. Caro Anónimo:
    Se o seu comentário é a sério, devia ter a hombridade de deixar de ser anónimo!...Se está a brincar, sempre lhe digo que é de muito "mau gosto" a sua brincadeira!...O trabalho do camarada Carvalho não lhe rende proventos de que possa viver "à sobra do chaparro, de barriga para o ar"!...Muito pelo contrário demonstra que é dedicado a uma "causa comum" que é, evidentemente, a união de todos os "Panteras Negras" e quem não compreende isso, fico sem saber se compreenderá qualquer outra coisa
    mais elementar e linear.
    Finalmente, repare, não me escondo no anonimato para lhe dizer tudo o que disse!...
    Saudações cordiais do camarada,

    Octávio Barbosa Botelho

    ResponderEliminar
  4. O Monteiro, logo na sua primeira mensagem registada neste Blogue, deu a conhecer o trato fino que mantém com a escrita, sobressaindo na sua comunicação a forma subtil e intimista como analisa e narra os factos.
    A este estilo junta-se uma elevada dose de educação e sentido estético que acaba por envolver, de forma cúmplice, os seus camaradas da CART 3514.
    É esta a imagem que dele guardo.
    O Carvalho pelo trabalho de organização, persistência, imaginação e dedicação em prol do nosso Blogue merece, de todos nós, os mais rasgados elogios.
    Suscrevo e revejo-me, pois, no que o Monteiro deixou aqui registado em jeito de reconhecimento e homenagem.
    Por isso, razão tem o Botelho ao insistir na maior intervenção do amigo Monteiro neste Blogue, pois, na reforma, provavelmente tem tempo suficiente para o fazer.

    ResponderEliminar
  5. Caríssimo Anónimo:
    Tenho a informá-lo de que a expressão "por pôr" que utilizou no seu "coment" está correctíssima, quer seja com a actual escrita ou com a do novo Acordo Ortográfico!...
    E agora, que já sei a sua identidade real, peço-lhe desculpas pelo ataque que lhe infligi, mas o facto é que não pude ficar indiferente ao "aparente ataque" que dirigiu a si próprio(sei-o agora)e a minha reacção foi aquela que viu, ditada apenas impossibilidade de suportar tal atitude,que considerei inadmissível pelo simples facto de ter sido tomada a coberto de anonimato.
    Cordiais saudações com um abraço.
    Botelho

    ResponderEliminar