o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

domingo, 12 de dezembro de 2010

Lumbala Nguimbo

Reconstrução nacional
9-11-2010 - Infra-estruturas socioeconómicas - Será inaugurado um jardim infantil no município que em Dezembro ganhará igualmente um centro multiuso para a juventude, residência protocolar e sistemas de captação e abastecimento de água (nas comunas de Luvei e Lutembo).O programa aponta ainda a inauguração de sinais da Rádio Nacional de Angola (RNA) e da Televisão Pública de Angola (TPA), na Vila de Lumbala-Nguimbo, a 357 quilómetros do Luena.

POLITICA
11-09-2010 – O governador provincial do Moxico, João Ernesto dos Santos “Liberdade”, considerou hoje o primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, um homem rico em ideias patrióticas, que continuam vivas na memória dos angolanos. O governante fez estas declarações numa palestra alusiva ao 17 de Setembro, Dia do Herói Nacional, realizada na sede municipal dos Bundas (Lumbala-Nguimbo), a 357 quilómetros do Luena. João Ernesto “Liberdade” realçou que apesar de desaparecer fisicamente as ideias e convicções de Agostinho Neto permanecem vivas. Afirmou que o “exemplo do herói nacional, sua irrepreensível conduta de militante de dimensão histórica iluminará a paz alcançada em 2002, salvaguardando a independência nacional e o desenvolvimento do país. Explicou que Agostinho Neto muito cedo se revelou como patriota e nacionalista consequente, médico de elevada sensibilidade, célebre pensador e poeta de dimensão internacional. António Agostinho Neto nasceu a 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Kaxicane, município de Icolo, provincia do Bengo, e morreu a 10 de Setembro de 1979, em Moscovo, vítima de doença.
AngolaPress

Sem comentários :

Enviar um comentário