o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Gago Coutinho

De Lumbala Nguinbo
Mais de 50 pacientes falecem no hospital municipal dos Bundas
– Cinquenta e nove pacientes faleceram de Janeiro a Dezembro do ano passado, no Hospital Municipal dos Bundas, província do Moxico, vítimas de diversas patologias, disse hoje em Lumbala-Nguimbo, o seu administrador, Silva Chissakanga.
O responsável em declarações à Angop, referiu que a malária foi a patologia que mais morte provocou 20, seguido de doenças respiratórias agudas 19, doenças diarreicas 14 e seis por diversas enfermidades.
Apontou que no mesmo período a unidade hospitalar assistiu 8.835 pacientes que apresentaram casos de malária, infecções respiratórias, doenças diarreicas agudas, sarna, hepatite, conjuntivite, tuberculose, gonorreia, VIH/SIDA, entre outras doenças.
Fez saber, por outro lado, que a circunscrição necessita de 10 médicos especializados e 120 técnicos de enfermagem e a recuperação de quatro postos de saúde nas localidades de Hangana, Luvuei, Sessa e Lucala, para cobrir a rede sanitária.
Neste momento, três médicos de nacionalidade coreana auxiliados por 83 enfermeiros angolanos funcionam no hospital municipal e em seis postos de saúde existentes na região.
O município dos Bundas, 356 quilómetros a sul do Luena, conta com mais de 35 mil habitantes na sua maioria apicultores, camponeses, pescadores e caçadores.
noticia AngolaPress

Sem comentários :

Enviar um comentário