o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

quinta-feira, 26 de março de 2009

Cheias no Leste

Luena, 25.Março
Governador do Moxico em digressão ao interior para avaliar estragos das chuvas.
–João Ernesto dos Santos “Liberdade”, iniciou esta quinta-feira, uma digressão a cinco municípios da província, para se inteirar das consequências causadas pelas chuvas que se abatem na região.
Igualmente coordenador da comissão provincial da protecção civil, vai visitar até ao dia 30 de Março, os municípios do Léua, Kameia, Luacano, Luau e Alto-Zambeze, onde manterá reuniões com as respectivas comissões municipais e outras autoridades locais.
Os municípios do Alto-Zambeze e Luacano (a 519 e 217 quilómetros, respectivamente), são considerados mais vulneráveis às cheias, devido aos maiores caudais dos afluentes do rio Zambeze que atravessam estas circunscrições, nomeadamente, os rios Luvua, Chivumaji e Lutembue.
Outro município exposto às cheias é o dos Bundas (356 kms a sul do Luena), por onde passam os rios Lungue-Bungo, Luanguinga, Mussuma, Nengo e Kuando, os maiores da região sul da província.
Na sua digressão, o governante faz-se acompanhar dos membros da comissão provincial da protecção civil.
Notícia AngolaPress

Sem comentários :

Enviar um comentário