o0o A Companhia de Artilharia 3514 voou para Angola no dia 2 de Abril de 1972 (Domingo de Páscoa) num Boeing 707 dos Tams e regressou no dia 23 de Julho de 1974, após 842 dias na ZML de Angola, no subsector de Gago Coutinho, Provincia do Moxico o0o Rendemos a CCAÇ.3370 em Luanguinga em 11 de Abril de 1972 e fomos rendidos pela CCAÇ.4246 na Colina do Nengo em Junho de 1974. Estivemos adidos ao BCav3862 e depois ao BArt6320 oOo O Efectivo da Companhia era composto por 172 Homens «125 Continentais, 43 Cabo-Verdianos e 4 Açorianos» oOo

sábado, 2 de maio de 2009

Tudo o que é feito de coração aberto...

Todos fomos arrancados do seio da nossa família e no dia seguinte estavamos no quartel, vestidinhos com o mesmo uniforme. Meninos feitos homens rapidamente, quando esfregámos os olhos e acordamos já marchávamos a toque de caixa, todos alinhadinhos, com a espingarda encostada ao ombro.
Depois veio Évora e todos com a mesma idade, formamos a CART 3514, que tinha o destino traçado, bater com as costas em África -Angola. Teatro de guerra, e por isso, asssustadora e misteriosa. É assim que a CART, passou a ser uma família, numerosa e forçosamente com regras que todos íamos cumprindo da melhor forma que sabíamos e podíamos.
Foi num dia a seguir à Páscoa, tal como Natal também é uma festa de família, que quando o dia clareou estavamos em Luanda, com destino às Terras do Fim do Mundo. Os nossos parentes tinham ficado para trás. Ali nada podiam fazer por nós. A nossa família mais chegada, agora, eram os nossos camaradas que passariam 24 horas por dia, durante 27 longos meses ao nosso lado. A amizade, salvo raríssimas excepções, começou assim a “ser pura e dura “ como eram puros os sentimentos naquela idade.
Criar empatia e amizade, ser amigo não é coisa de um dia, são actos, palavras e atitudes que se solidificam no tempo e não se apagam mais. Ficam para sempre como tudo que é feito com o coração aberto...Um abraço e saudações fraternas a todos os Amigos da CART 3514.
Até Vila Franca de Xira.

1 comentário :

  1. Caro Monteiro:
    Está a ver como é fácil? O que custa é começar!...Veja como brota a inspiração, expontânea e natural, desde que se puxe memória!...Bravo!...Continue assim e verá que não ficará mal!...
    O título do seu "post", será a chave do seu sucesso, isso se lhe garanto!...
    Não vou alongar-me mais e faço votos de que continue a marcar a sua presença com a assiduidade possível.
    Para os colaboradores do Blogue, cordiais saudações, com um grande abraço para todos do camarada
    Botelho

    ResponderEliminar